chinês, coreano ou japonês?

Padrão

Depois de algum tempo vivendo na Ásia, a gente começa a identificar mais facilmente se a pessoa, comida, roupa, gesto é chinês, coreano, japonês ou de outra região próxima. Não é fácil descrever um oriental, temos sempre que pensar além da descrição básica “cabelo preto, liso, pele amarela e olhos pretos e puxados”. Mas com o tempo, a gente incluí novas caracteristicas como identificar se o chinês veio do sul ou do norte (chineses do sul tendem a serem mais magros e não muito altos e os do norte geralmente são mais fortinhos, mais altos). O estilo de roupa também ajuda bastante; neste quesito japoneses e coreano são mais moderninhos e ousados. Dentro da China também conseguimos identificar de que região é a pessoa pelo sotaque do mandarim que ela fala.

O livro “Korea Unmasked” , do cartonista coreano Won-bok RHIE é um dos que retrata de forma simples, concisa e bem humorada as principais diferenças de crenças, valores e atitudes dos chineses, coreano e japoneses. Segundo ele, dentre todos os países, não há vizinhos tão diferentes quanto China, Coréia e Japão. Referências como esta nos ajuda a entender melhor a sociedade em que vivemos e a apurar nossas percepções dessas culturas que em um primeiro momento parecem tão similares para a maior parte dos ocidentais, mas que a fundo trazem características completamente diferentes.

fonte: Won-bok Rhie.”Korea Unmasked: in search of the country, the society and the people”. Gimm-Young Publishers, Inc 2002

Anúncios

»

    • Oi Vanessa,
      Boa pergunta. Acredito que a mais fácil dentre essas três línguas seja o coreano pois tem como sistema principal um alfabeto fonético. Com algumas aulas já se pode ler praticamente tudo. (mas sem saber o significado das palavras). Quanto ao japonês e chinês (mandarim) existe muitas opiniões divergentes. De forma geral, o mandarim tem uma estrutura gramatical mais fácil que o japonês, mas a quantidade de ideogramas e as diferentes tonalidades são os grandes desafios. Por outro lado, apesar de ter menos ideogramas para se memorizar (no caso do kanji), a gramática japonesa parece bem complicada e é muito comum ter múltiplas pronúncias para o mesmo ideograma/partícula. Na minha opinião, as duas são relativamente difíceis mas acredito que chinês leva um pouco mais de tempo para se aprender.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s