santa vpn

Padrão

Alguns leitores já perceberam que o “Papelpicote” voltou. Sim, depois de idas e vindas, e mais de 6 meses parado, finalmente consegui colocar o blog de volta ao ar. Isso só foi possível porque compramos uma “VPN” (Virtual Private Network) ou Rede Privada Virtual. Aqui na China, todo o estrangeiro sabe o que é uma VPN. Sem a VPN não conseguimos acessar a maioria das Redes Sociais (Facebook, Twiter , Youtube, etc), o site da WordPress (onde está o Papelpicote) e muitos outros sites brasileiros e estrangeiros, ou seja, a gente só conseguia acessar o conteúdo autorizado pelo governo chinês. Tentamos resistir a idéia de ter uma VPN por um tempo, pois é meio estranho ter que “comprar a liberdade” para ver os sites que o mundo inteiro acessa e acho que deve até ser proibido na China, mas não teve jeito, mesmo pagando pela liberdade nos sentimos mais integrados e mais por dentro do que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Como funciona? Hum, não sou muito da área técnica mas basicamente a VPN é uma forma de conectar dois computadores utilizando uma rede pública (no caso a Internet). Na prática, toda vez que queremos acessar o Facebook ou escrever no blog por exemplo, temos que nos conectar com log-in e senha a um servidor que, no nosso caso está nos Estados Unidos. Desta forma “parece” estamos fora da China. O serviço usa a criptografia na comunicação que garante que os dados não serão decifrados caso forem capturados durante a transmissão. Nossa, estou me sentindo uma Mata Hari com segurança particular. Além de acessar os conteúdos proibidos (aka, bloqueados pelo Great Wall of China), a internet também fica bem mais rápida. Vai aqui uma listinha de vpns pagos.

E os chineses? Coitados, vivem com a sensação de estar sendo diariamente monitorados. O acesso ao Facebook é negado e nas versões locais de mídia sociais eles tem que se registrar com o nome real (para facilitar a identificação em caso de escrever alguma “besteira”). O Google saiu da China pois não quis obedecer ao pedido do governo quanto a censura de conteúdo na ferramenta de busca. Até tentei colocar o blog em sites chineses como o Sina e Weibo, mas achei a parte gráfica fraca (feinhos), com poucas opções. Fora que teria que ensinar a família e amigos a acessar o site em chinês, imagina! Para toda opção estrangeira bloqueada, há um equivalente chinês, os principais são:

  • Facebook: RenRen / Kaixin001
  • Twiter: Weibo
  • Youtube: Youku
  • Flirck: Bababian / Xiami
  • Google / Yahoo: Baidu
  • MSN: QQ (MSN não é bloqueado, mas o QQ é muito mais popular)
  • Ebay: Taobao

clique aqui para ver um esquema completo do network de mídias sociais na China.

Só para sentir a situação, veja o comentário da Shen Jilan, 58 anos como deputada do Congresso Nacional do Povo,  sobre a internet: “Tenho uma idéia. Alguém deve gerenciar a web também. Não podemos deixar as pessoas fazerem o quê elas bem entenderem. (A internet) deve ser como o “People’s Daily” (jornal do partido). Os estrangeiros estão bagunçando (a internet). Não pode ser assim. Devemos fazer com que a Internet esteja de acordo com nossos princípios. Não devemos fazer uma coisa boa se tornar ruim e desta forma ser um lugar onde as pessoas falam o quê querem. Nosso país é um país socialista sob o comando do Partido Comunista.”  (fonte: Shanghaiist)

Fiquei passada! Santa ignorância. Santa VPN!


Anúncios

Uma resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s