Arquivo mensal: março 2011

macarrão frio e caldo da cana

Padrão

Hoje, no caminho para um supermercado que fica próximo ao Yu Garden, resolvi parar para almoçar numa rua bem tradicional, cheia de comidas rápidas de ruas. Alguns podem achar a tal da rua um nojo só, o cheiro muito diferente (talvez pelo número de barraquinhas que vendem tofu fedido..). Bom, tem algumas comidinhas que eu realmente fico na dúvida quanto a procedência e nivel de higiêne, mas confesso que algumas delas são deliciosas (jiaozi, macarrão mulçulmano e o macarrão frio).

Agora que o frio deu uma trégua, aproveitei para comer o macarrão frio, em um restaurantezinho que vende especialidades da cidade de Chongqing. Nada neste restaurante é mais caro do que RMB 10,00 (aka +ou -R$2,8), incrível! Apesar de chamarem o macarrão de frio (RMB5,00), ele na verdade parece bem quente  pois tem umas pimentinhas além de pasta de amendoim, molho de gergelim, broto de bambu, um pouco de suco de alho e o que eu mais gosto é o pepino fresco raladinho que eles colocam por cima, fica bem crocante, muito bom! (a porção ideal na caixinha de isopor)

No final da rua, ainda tomei um caldo de cana (RMB2,00, menos que R$1,00). Bom, esse não estava tão bom, faltou um limãozinho…

notas: macarrão frio: 凉面 –  liàngmiàn e caldo de cana: 甘蔗汁 – gānzhèzhī

o frio indo embora

Padrão

O frio finalmente está indo embora! Mais que na hora…

Tirei essa foto no começo do mês, um dia frio, com chuva, deprimente. Mal dava para ver a ponta dos dois prédios mais altos de Shanghai, o Shanghai World Financial Center (maior arranhacéu da China e o terceiro do mundo) com 492 m (101 andares) e o Jinmao Tower com 340.1 m (88 andares).

Shanghai World Financial Center – (上海环球金融中心 – Shàng hǎi huánqiú jīnróng zhōng xīn) – Entrada: RMB 100-150

Jinmao Tower – (金茂大厦 –Jīn Mào Dàshà) – Entrada: RMB 88,00

囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧囧

Padrão

Olhe bem para esse caractere chines:  囧. O que você vê?

Esse é o jiǒng, um dos emoticons gráficos usados atualmente na China.  Esse antigo ideograma chinese, que originalmente significava “iluminado, brilhante”(luz entrando por uma janela), tornou-se hoje um dos ícones da cultura moderna chinesa e é usado pelos jovens internautas chineses para ilustrar uma situação embaraçosa, chato/bodeada ou estranha.

Adicionando as letras rz ao ícone temos “囧rz” (ou Orz) . Usando a imaginação você vê o caractere como a cara de uma pessoa com os joelhos e mãos no chão simbolizando desespero ou fracasso.

A moda囧 já aparece em camisetas, lojas,blogs,  bolsas (da marca Celine) e outros inúmeros gadgets…nem o jogador de basquete Yaoming escapou.

a expo depois da expo

Padrão

Haibao, o mascote azul da World Expo Shaghai 2010, ainda terá seus dias de fama em 2011 antes da chegada de Mickey Mouse em Shanghai. Para alegria daqueles que não conseguiram visitar a expo em 2010, alguns pavilhões internacionais foram presenteados à China e deverão reabrir em breve. Eis uma breve lista do que restou da Expo:

Estruturas permantes: Expo Boulevard (shopping mall), Expo Center, Expo Theme Center, Mercedes-Benz Arena (ex-Expo Cultural center) e China Pavilion.

1. China Pavilion: ficará aberto de 1 de dezembro de 2010 – 31 de maio de 2011. O horário de visitação vai das 9:00 – 17:00 (venda de entradas até as 16:00). Entradas custam RMB 20,00 e podem ser compradas nas proximidades do Pavilhão da China (localizado na Yaohua Road Station, perto da saída de metro das linhas 7 e 8). Entretanto, prepare-se para pegar fila pois o pavilhão recebe cerca de 40.000 pessoas/dia (capacidade de 50.000), com filas de 3 a 4 horas.

2. Saudi Arabia Pavilion: previsão de abertura em Abril. Permanecerá com o mesmo conteúdo e apresentação.

3. France, Spain, Italy and Russian Pavilions: serão reabertos em breve. Terão melhorias no conteúdo, com adicionamento de elementos culturais, artísticos e técnicos.

4. India Pavilion: será convertido em restaurante, sem previsão de abertura.

5. Nepal Pavilion: será um shopping mal, sem previsão de abertura.

6. Urban Best Practices Area (UBPA): permanecerá com sua estrutra básica e será transformada em área cultual e recreativa com alguns museus.

7. Expo Village: será convertida em uma comunidade internacional em cinco anos. (áreas para exibição, conferências e residencias)

outros: Hangzhou Pavilion: foi recontruído no primeiro andar do City God Templo (área de Wushan) RMB30,00

Ah, também encontrei recentemente uma reportagem com uma foto minha na frente do Pavilhão do Brasil publicada no último dia da Expo (vide minha carinha de sobrevivente! afe!):  http://www.why.com.cn/epublish/node4/node33469/node33473/userobject7ai244697.html

sem sal

Padrão

“Os mercados da China estão totalmente sem sal!”

Minha ayi (pessoa que me auxiliar no trabalho doméstico) chegou hoje com essa notícia.

O motivo da falta de sal é a busca desesperada por iodo. As pessoas estão consumindo sal para tentar se protejer da possível radiação vinda do Japão. Essa medida não tem muita utilidade uma vez que a pessoa teria que ingerir uma quantidade enorme de sal para conseguir uma quantidade aceitável de iodo para combater a radiação…fora que todo mundo sabe os malefícios de sal em excesso…bom, só espero que os chineses não entrem em pânico sem necessidade.

fonte:globo.com

Em um primeiro momento os jornais e os chineses com quem conversei falaram que não há perigo de radiação em Shanghai, estamos há mais de 1700 quilometros de Tóquio. Hoje os jornais já estão comecando a mudar o tom, falando que a situação de vazamento radiotivo no Japão está saindo do controle, mas que realmente o risco de radiação está restrito ao Japão. Vamos todos torcer para que o Japão consiga controlar esta situação.

Iodo: 碘 (diǎn)

perturbada??

Padrão

Outro dia estava jogando majiang com mais três amigas chinêsas e elas começaram a cantar uma música estranha que parecia uma praguinha pra o outro perder o jogo…Segundo elas, a música  忐忑-tǎntè, que significa perturbado ficou super famosa durante o ano novo chinês tanto pela performance teatral da cantora como também por ter um estilo chinês mas não ser cantada em chinês…A cantora chama-se Gong Linna (龚琳娜), nasceu na Província de Guizhou e hoje é casada com um alemão. O marido dela, que também é músico e toca cítara, fez a “letra”(ou os sons) da música 忐忑-tǎntè. Ainda não sei se gosto ou não da música, é no mínimo interessante, mistura elementos modernos com instrumentos clássicos, ópera de Pequim e sons de minorias étnicas.

Escolhi três videos do Youku (pois é, quem não tem Youtube se vira com Youku…), para ilustrar:

1. 忐忑-tǎntè (pertubado)

http://v.youku.com/v_show/id_XMjMxNzU1NjU2.html

2. 相思染: xiāngsīrǎn (nó de amor colorido, tradução livre…) Depois de ver a primeira música, veja essa para acalmar, muito bonita com uma cantora portuguesa, um pouco longa, melhor não ver com pressa….

http://v.youku.com/v_show/id_XMTk3MjkzNjg0.html

outras, um fado http://v.youku.com/v_show/id_XMTk4ODkxODAw.html e uma música tradicional chinesa  http://v.youku.com/v_show/id_XMTkzNDk5NTgw.html

3. um pouco de besterol chinês da música tǎntè…se quiserem tentar fiquem à vontade para imitar, coloquei a primeira frase abaixo 😉

http://v.youku.com/v_show/id_XMjM3NjIxOTQ0.html

“Aaaa oh, Aaaa oh eh, assagui assego assedagadigado assiguiaseyigadoo…”

falando em cachorros…o pequinês

Padrão

Segundo uma antiga lenda, um leão e um mico (fêmea) se a paixonaram e o resultado desse amor desproporcional… foi o cachorro pequinês.

O pequinês, com seus olhinhos esbugalhados e cara de  “só a mamãe mesmo para me amar” foi uma raça que ficou por muito tempo desconhecida da grande população uma vez que somente os membros da Cidade Proíbida poderiam tê-lo como animal de estimação. Também conhecidos pelos chineses por cachorro-leão devido a sua semelhança com os leões-guardiões dos portões imperiais, o pequinês é uma das raças mais antidas do mundo, com cerca de 2000 anos.

Somente em 1860 é que a raça ficou conhecida do Ocidente quando tropas britânicas invadiram e saquearam o palácio imperial de Pequim. Dizem que quase todos os pequinêses foram mortos durante a invasão (pelos seus próprios donos que depois cometeram suicídio). Contudo, alguns cães sobreviveram e foram levados como parte do saque para a coroa inglêsa.

Em 1949, o partido comunista proibiu ter cachorros devido a sua relação com sentimentos burguês e também por se tratar de algo supérfluo em tempos de fome. Durante o tempo de Mao, pouquíssimas pessoas tinham cachorros.

Hoje a China já é o terceiro país do mundo em termos de número de cachorros de estimação (são mais de 22,908,000*). Sim, DE ESTIMAÇÃO e não para consumo. Estados Unidos é o primeiro com cerca de 61,080,000 seguido do Brasil com 30,051,000.

notinhas:

Pequinês: Pekingese, Peke, Lion Dog, Pelchie Dog, Foo Dog (inglés)/北京犬 – běijīngquǎn or 京巴- jīngbā(chinês)

*fonte: http://www.mapsofworld.com/world-top-ten/countries-with-most-pet-dog-population.html